Vídeo-aula de Slap Bass com Eduardo Santana

Dando início as videos-aula de contra-baixo aqui no Bom Tom.  Nesse vídeo, temos uma rápida aula de slap bass com Eduardo Santana. Para quem se interessa por essa técnica percussiva, ouça artistas como Marcus Miller, Alain Caron, Stanley Clark, Flea, Larry Graham, que são nomes famosos por utilizarem muito bem esse estilo.

Para quem não conhece, Eduardo Santana é baixista das bandas Trajeto 2 e Ruído Paralelo (ambas de Dourados-MS) assim como professor da escola de música Oficina das Cordas.

[+] Dúvidas, sugestões ou comentário pbomtom@gmail.com

[+] Se inscreva em nosso canal Bom Tom http://www.youtube.com/user/canalbomtom

[+] Acesse e curta nossa fanpage no Facebook http://www.facebook.com/bomtomtv

[+] Facebook da Oficina das Cordas: http://www.facebook.com/oficinadascordasdourados

Ler, ver, ouvir: curtindo a música brasileira

11 capítulos. 750 páginas. 300 discos. 4,5 mil músicas. Acredito que isso seja o suficiente para atiçar a sua curiosidade a respeito do livro Curtindo Música Brasileira – Um guia para entender e ouvir o melhor de nossa arte, do jornalista Alexandre Petillo, parcerias com os também jornalistas Zé Dassilva, Eduardo Palandi e o designer Erick Miranda. Ótimo para quem quer conhecer em minúcia discos que fizeram a diferença de 2013 para trás e de todos nossos gêneros musicais.

Curtindo Música Brasileira segue a linha do famoso listão-em-forma-de-livro 1001 discos para ouvir antes de morrer, que nos indica quais o discos internacionalmente mais importantes com resenhas de cada um. Além disso, há o diferencial de conter um breve histórico de cada gênero ao início de cada capítulo; uma lista de músicas “essenciais” e dicas do que ler (livros) ou ver (documentário/show) ao final do capítulo; e listas de músicas e cds de artistas e conhecedores de música como Fagner, Rolando Boldrin, Washington Olivetto, Lô Borges, Casuarina, etc.

No meu caso, confesso que ainda não consegui passar o primeiro capítulo sobre o samba que abre com o disco Cartola II do gênio boêmio Cartola. Sem contar que por muito tempo ignorei a nossa música brasileira, por dar preferência aos pop e rock norte-americano, e agora me delicio com essas dicas que me permitem ser mais musicalmente brasileiro. curtindo[4] E o mais interessante disso tudo é que comecei a me interessar por música brasileira após começar a estudar piano e entrar em contato direto com jazz norte-americano e percebe-lo sendo uma mescla de vários estilos musicais com pitadas próprias de cada nação. Ou seja, cheguei a conclusão de que precisava conhecer melhor o que me rodeia para depois, se for o caso, aplicar ao meu conhecimento musical.

Enfim. Como disse acima, estou me deliciando com as dicas de Alexandre Petillo e sua trupe. Gostaria que acontecesse o mesmo com quem lesse esse livro. Ainda mais por termos acesso a esse acervo tão facilmente hoje em dia na internet. Divirta-se!

Compre Curtindo Música Brasileira – Um guia para entender e ouvir o melhor de nossa arte

Simão Gandhy e o seu country Cueio Manco

(Punto Áureo Fotografia)

Simão Ganhdy (por Punto Áureo Fotografia)

O incansável Simão Gandhy (guitarrista e professor de guitarra, inclusive aqui do Bom Tom) colocou o chapéu de cowboy em sua guitarra stratocaster e gravou uma música instrumental que parece vir diretamente lá de Nashville (Tennessee-EUA). Trata-se de do country-western “Cueio manco” que depois de um tempo engavetado, ganhou vida por esses dias. Aproveitei para conversar um pouco com Simão sobre a ideia por trás e intenções da gração.

Como surgiu a ideia?

Eu tenho esse country pronto há uns dois anos mas estava “engavetado”. Decidi tentar novamente e mostrei pra alguns música de Dourados pra finalizar já que a ideia não estava fluindo apenas comigo. Então, fui uma tarde à Campo Grande ao Estúdio 45 e com o Gabriel Basso (baixo) e Sandro Moreno (bateria), e resolvemos o som.

Foi tudo gravado num take só?

Sim e não. Porém fiz dois takes com duas guitarras diferentes (PRS e Fender Stratocaster) apenas para escolher o melhor timbre e ficou a gravação da primeira. De qualquer maneira, o que se ouve é o som do que foi tocado. Fizemos uma mix relâmpago na hora por que queríamos deixar as coisas o mais natural possível. Tem algumas falhas mas é mais humano, mais verdadeiro pegar o primeiro take.

Quais o seu set-up utilizado?

Guitarra stratocaster Fender SRV e amplificador Fender Bassman.

É apenas uma gravação ou será feito mais alguma coisa com isso?

Uma gravação avulsa e não tem relação com nenhum álbum ou trabalho que tenha continuidade.  Na tentativa de chamar atenção dos sertanejos e também por que o único cara que toca sertanejo e tem influência de country aqui na região acho que é o Almir Sater.

Dedilhado elementar de piano 2

piano2

Finalmente, depois de quase um ano de espera, 10 mil visualizações e agendas que não batiam, cá está a segunda aula de dedilhado elementar para piano com André Matos Moreira.

Nesse vídeo, André continua sua aula de dedilhado que visa ajudar a independência dos dedos e mãos para, com isso, melhorar o desempenho das passagens e velocidade de notas e acordes. Uma aula simples mas que tem resultados interessantes para quem a aplica corretamente.

[+] Dúvidas, sugestões ou comentário pbomtom@gmail.com

[+] Se inscreva em nosso canal Bom Tom http://www.youtube.com/user/canalbomtom

[+] Acesse e curta nossa fanpage no Facebook http://www.facebook.com/bomtomtv

[+] Facebook do Espaço da Música: http://bit.ly/espacodamusica

 

 

Guitarra Funk – fundamentos

funkaula3

Nesta vídeo-aula, Simao Gandhy fala sobre a guitarra funk, estilo que é muito dito como “som da Motown”, em referência a antiga gravadora norte-americana, famosa pelo seleto time de artistas de funk, r&b, soul. Tem como nome forte nesse gênero, dentre tantos, o guitarrista norte-americano Ross Bolton. No vídeo, Simão ensina desde os princípios básicos de montagem de um groove até ideias de timbres relacionados ao estilo.

[+] Dúvidas, sugestões ou comentário pbomtom@gmail.com

[+] Se inscreva em nosso canal Bom Tom http://www.youtube.com/user/canalbomtom

[+] Acesse e curta nossa fanpage no Facebook http://www.facebook.com/bomtomtv

[+] Facebook da Oficina das Cordas: http://www.facebook.com/oficinadascordasdourados

Dagata (Dagata & Os Aluízios) e as impressões sobre a gravação do clipe “Faça o favor”

dada

No final de semana passado, os amigos da banda Dagata & Os Aluízios deu continuidade ao processo de produção de seu novo trabalho “Tererephonia“. Do começo do ano até o momento foram gravação de CD e vídeo dos bastidores, sessão de fotos e a etapa dessa veza foi a gravação do clipe da música de trabalho “Faça o favor”.

Mesmo estando presente no dia, também como convidado para figuração, só consegui chegar ao final da gravação pois voltava de Campo Grande, já que no dia anterior teve o Molho Cultural. Queria ter feito entrevistas com os envolvidos, não consegui e tão pouco conseguiria dar minhas impressões desse movimento tão bacana pois, como dito, já era o final da gravação. De qualquer maneira, pedi gentilmente ao amigo Dagata (vocalista) que escrevesse um texto sobre suas impressões desse momento único para a banda.

O clipe ainda não tem data para ir ao ar. Assim que tivermos novidades, publicaremos no Bom Tom.

Veja o relato:

A ideia do videoclipe veio do Antônio Porto, produtor do Tereréfonia. Pra ele, a música “Faça o favor” deveria ser a música de trabalho. Desde o início, ficou encantado com os vocalizes e com a própria estrutura melódica da canção. Composta por mim e pelo Paulo Portuga, é fato a música ser um pop rock nacional aos modos das décadas de 1980 e 1990. Isso chamou a atenção do Antônio, e nós compramos a ideia. Finalizadas as gravações, partimos para a execução do videoclipe.

Já havia um roteiro pronto, elaborada pela Lara Layali, minha ex companheira, inspiradora da música. A Tatiana Varela – esposa do Fabrício Borges, os dois da Punto Áureo fotografia e audiovisual -, readaptou o roteiro e desenhou em quadrinhos a estorinha. Com o roteiro refeito, partimos para as gravações. Conseguimos o espaço da cobertura do edifício Adelina Rigotti pra fazer a cena com a banda e com alguns figurantes, todos nossos amigos.
Meu filho Yuri Gabriel e a estudante de artes cênicas Fernanda Mirela foram os protagonistas do clipe. Foram gravadas cenas de um casal brigando e namorando, em locações diferentes, como na minha casa, na pedreira, no meio da rua. Também há cenas da banda caminhando, e tocando na cobertura do edifício Adelina Rigotti.

As impressões foram as melhores possíveis. Finalizamos as gravações na segunda com uma cena minha de rua. Todos os amigos participaram, isso foi muito bacana, sinal que tem gente torcendo pelo projeto. Agora é esperar ficar pronto e difundir o máximo que der, fazer chegar no ouvido das pessoas.

Dagata

Lembrando apenas que Dagata já passou pelo Bom Tom para falar a respeito desse mesmo trabalho. Na época conversamos sobre o que estava por vir e suas próprias expectativas e cantou as inéditas “Serpenteava o trem” e “Ponta Porã a Amsterdã”. Confira os vídeos abaixo.

 

Baixe a nova música do 5 a Seco.

5aseco

Os meninos do grupo paulistano 5 a Seco liberaram para baixar gratuitamente, através do site Natura Musical, a nova música “Geografia sentimental”, esta que integrará o próximo disco “Policromo”, que sairá logo em breve.

Segundo eles próprios, “Geografia sentimental é “uma canção em plano sequência, um passeio pela cidade imaginária de nossos afetos”, define o coletivo de compositores. A música foi composta por Leo Bianchini e Vinicius Calderoni, que gravaram violão e as vozes (Bianchini assumiu a bateria também), ao lado de Pedro Altério (baixo) e Tó Brandileone (guitarras e percussão), além do coro formado pelos cinco integrantes.”

Para quem ainda não conhece 5 a Seco,  é um coletivo de compositores multifuncionais e que cada um dos integrantes tem a sua carreira solo formado por Leo Bianchini, Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone e Vinicius Calderon. Uniram-se para compor o trabalho em grupo, que resultou no cd/DVD “Ao vivo no Ibirapuera” (2012), e para também dar maior visibilidade para o trabalho individual de cada integrante.

Baixe a música acessando o link http://bit.ly/1knt1wl

Uma dica para quem ainda não se ligou: tem uma música deles na trilha sonora na novela “Em família”. Veja abaixo o vídeo “Pra você dar nome”: